Arquivo para ‘desenvolvimento’ Categoria

Construct2 – crie games sem se esforçar

Construct 2 da Scirra é um programa gratuito para a criação de games bastante simples e, ao mesmo tempo completo. Construct 2 possui um sistema baseado em eventos onde é feita uma verificação de comportamento do programa sem a necessidade de codificação. Apesar de ser de uso fácil para principiantes, o programa tem diversos recursos para usuários avançados, como a inserção de outros tipos de códigos. Utilizando HTML5, Construct 2 pode criar jogos para qualquer tipo de plataforma como to  iOS, Android, Windows 8, Facebook, Chrome Web Store, internet, Windows desktop apps e Arcade. Permite a instalação de dezenas de plugins para acabamentos gráficos e desenvolvimento. O programa foi desenvolvido por voluntários e não tem intenções comerciais. Somente os plugins são pagos. Possui farta documentação e fórums na web além de muitos tutoriais em vídeo no Youtube.

Enhanced by Zemanta

Kinesis.io –aplicativos com interações gestuais

Kinesis.io é um framework para a contrução de aplicativos que utilizem o Kinect para interagir através de gestos. Kinesis disponibiliza, além da SDK, uma comunidade para a discussão de projetos, um simulador que pode ser baixado para simular o Kinect da Microsoft e ainda elementos de interface para os usuários. É similar a outras bibliotecas JS, como o jQuery.
É necessário convite para participar e baixar os componentes.

Enhanced by Zemanta

ZeroN – nova tecnologia interativa desafia a gravidade

ZeroN é um projeto do Tangible Media Group, que faz parte do MIT Media Lab, e consiste em um sistema capaz de controlar a trajetória de uma bola metálica no ar, fazendo-a, literalmente, levitar. A levitação magnética pode ser controlada por computador ou movida por mãos humanas. Fazem parte do sistema a acoplagem de um sistema de rastreamento e um projetor que fazem a bola mover-ser para qualquer direção ou simplesmente, ficar parada em pleno ar. As aplicações para a tecnologia, ainda um tanto abstratas, podem incluir o desenvolvimento de novos games e modelagem de objetos em 3D.

Enhanced by Zemanta

Learnable – mercado de educação on-line

Learnable é um novo serviço lançado recentemente pela australiana SitePoint. Laearnable é essencialmente um mercado para educação. Você paga, geralmente barato, para entrar em algum curso e aprender sobre alguma coisa nova, ou então, você cria seu próprio curso e, caso aprovado, recebe um porcentagem sobre as inscrições. A inscrição nos cursos é gratuita mas, para publicar algum curso, paga-se dependendo da complexidade do curso. Os cursos atualmente disponíveis tem muito foco em desenvolvimento web e tecnologia mas outras abordagens são esperadas. Os cursos oferecem vídeos, artigos arquivos e lições para serem baixados. Destaque para as interfaces, tanto para cursar como para editar um curso. Os cursos porém, são um tanto quanto estáticos, apesar das facilidades de comunicação disponibilizadas. As interatividades ficam na possibilidade de fazer perguntas para os tutores e outros estudantes e acompanhar a discussão através de RSS e e-mail.

 

 

Enhanced by Zemanta

Mirage Table – manipulando o virtual

Mirage Table é um projeto da Microsoft Research que utiliza telepresença holográfica nas interações vislumbrando o que será o Kinect mais aavançado. A Mirage Table foi apresentada na conferência Computer-Human Interaction 2012 e nos mostra uma visualização de um futuro possível: duas pessoas interagindo com objetos virtuais em uma mesa, como se estivessem sentados frente a frente. As interações podem também ser feitas individualmente. Projetores 3D montados no teto exibem as imagens em uma superfície curva enquanto um Kinect em cada extremidade da conexão capta a imagem da pessoa e acompanha o seu olhar para garantir a melhor perspectiva de visualização. O uso de óculos 3D melhora a a experiência, sem bem que ainda tem um bom caminho pela frente.

Enhanced by Zemanta

Treehouse – web dev education

Treehouse é uma plataforma educacional que suporta uma comunidade de desenvolvimento e web design, aos moldes de outras como Lynda, CodecademyUdacity. Treehouse utiliza vídeos exemplos curtos, quizzes e prêmios para seus assinates aprenderem web design, desenvolverem web sites e aplicativos para Android e iOS  e alnçarem suas próprias startups. Treehouse produz seus próprios vídeos em estúdio próprio com professores contratados. Segundo seus proprietários, é a tarefa mais difícil pois os professores tem que dominar o assunto, escrever bem e não temerem câmeras. A mensalidade varia de 29 a 49 dólares e já possue clientes como Disney e Estée Lauder.

Enhanced by Zemanta

Spaceport – substituindo o plug-in do Flash

Spaceport é uma plataforma para o desenvolvimento de jogos e animações. Permite ao desenvolvedor criar uma única vez em Javascript, e o aplicativo rodar como se fosse nativo, em todos os sistemas opracionais para smartphones, tablets e outros devices móveis, sem prejuízo de performance. Basicamente Spaceports permite que se continue escrevendo jogos usando as ferramentas de autoria e criaçãos de conteúdo do Flash e o resultado poder rodar em iOS, Android e HTML 5. A ferramenta converte automaticamente animações criadas em Flash em arquivos “swf” em vetores gráficos do Spaceport utilizando um HTML 5 híbrido. Esses são então processados em dispositivos iOS e Android por uma poderosa engine de renderização. O resultado é um aplicativo que otimiza o uso da bateria bateria por não usar a CPU. Veja o demo do Spaceport.

Enhanced by Zemanta

CreateJS – Adobe especula conversão de Flash para HTML

CreateJS é um projeto na qual a Adobe está trabalhando em estreita colaboração visando auxiliar desenvolvedores do Adobe Flash a adotarem os padrões web do HTML5e do JavaScript. CREATEJS é uma coleção de bibliotecas, essencialmente códigos pré-escritos, que permite que se programe em HTML 5 e JavaScript da maneira com que estavam acostumados, ou seja, ActionScript. Além das bibliotecas, existe também o Toolkit for CreateJS, uma extensão para as ferramentas de programação do Adobe Flash Pro que permite aos desenvolvedores trabalharem no Flash e depois exportarem uma versão HTML/JavaScript da criação. Essas novidades devem estar incorporadoas no Flash Pro CS6. Um exemplo prático da conversão do Flash para o HTML 5 é a conversão do jogo Luxurious Animals’ Luxahoyl, que agora roda no iPad.

Enhanced by Zemanta

Windows 8 – tudo que você precisa saber

Colaboração de Juliana Diniz da Silveira Yazbec, CI

O Windows 8,  a nova versão do sistema operacional da Microsoft a ser lançada em outubro, já está fazendo bastante sucesso. Compilamos algumas referências bastante úteis para desenvolvedores, designers e para aqueles que tem interesse no novo Windows 8 e Metro-style design.

Geral

· documentação do Windows Developer Center

· padrões de design , guidelines e experiência do usuário – UX

· princípios de design Metro Style

· table of contentes – TOC – e UX guidelines

· UX patterns – navegação, comandos e toque

· planejando Metro Style apps

Assets

· templates de projetos, incluindo arquivos PSD, templates para tiles, views, notifications, type ramp e mais

· Character map – Segoe UI symbol

Vídeos

· Making great Metro Style apps

· 8 traits of great Metro style apps, by Jansen Harris

· Pricípios de design do Metro Style, por San Moreau

Enhanced by Zemanta

Codiqa – protótipos em jQuery para celulares

Codiqa é um recém lançado aplicativo para a construção de interfaces para dispositivos móveis baseado na biblioteca jQuery para móveis. Essa biblioteca oferece um sistema unificado na interface para as plataformas mais populares de dispositivos móveis, baseado em HTML 5. Codiqa possui um funcionamento “drag and drop” que torna a montagem dos protótipos muito fácil e rápida de ser executada. Isso permite que designers testem e compartilhem as experiência de UX de seus aplicativos, sem precisar depender de codificadores. Além disso p processo de alterações e correções fica bem mais ágil. Por ser uma ferramenta de prototipagem baseada na nuvem, Codiqa também fornece ferramentas de colaboração fora da caixa, para que você possa salvar e acessar seus projetos em qualquer lugar e compartilhar com os membros da equipe, desenvolvedores e designers. Pode-se testar a ferramente gratuitamente por 30 dias.

Enhanced by Zemanta

Adobe Shadow – sua página legal em qualquer móvel

Adobe ShAdobe Shadowadow é uma ferramenta gratuita da Adobe Labs recentemente lançada na SXSW Interactive. O objetivo é facilitar a vida de desenvolvedores front-end e designers, permitindo uma inspeção e preview de suas páginas em uma grande maioria de tipos de telas de dispositivos móveis e diferentes sistemas operacionais. Desta forma ganha-se um tempo valioso de desenvolvimento porque acelera a detecção de erros de visualização. A Adobe promete que Shadow será atualizado regularmente para ficar a frente dos padrões web, atualizações de navegadores e suporte para novos dispositivos móveis que entrem no mercado. Para baixar as versões gratuitamente, siga os links Download Shadow for Windows, Download Shadow for MacDownload the Shadow client for Android, Download the Shadow client for iOS.

Assista ao vídeo de demonstração do Shadow na Adobe TV.

Enhanced by Zemanta

Eenox – sites interativos e responsivos em HTML 5

Eenox é uma startup francesa que disponibiliza uma excelente ferramenta para o desenvolvimento de dinâmicos websites em HTML 5  otimizados para dispositivos móveis e computadores. Eenox funciona diretamente no navegador de seu computador e possui uma interface drag-and-drop que, direcionando o usuário num passo a passo, dispensa a escrita de linhas de código. Primeiro o usuário define para qual plataforma o site está sendo criado como tablet ou smartphone. Depois são inseridos textos, imagens e outros elementos multimídia. Pode-se até baixar seu website ou subi-lo da ferramenta para testes em apenas um clique. Para aqueles que precisam converter seus websites para HTML 5, Eenox é a ferramenta ideal. O websites gerados respeitam o design responsivo, encaixando-se ao tamanho da interface. Existe uma versão gratuita limitada e as versãoes pagas começam com 8 doletas.

Artigos Relacionados

Retina Display – se adaptando ao entorno

Patently Apple publicou recentemente em seu blog uma patente para telas móveis que usem sensores embutidos em aparelhos como o iPad e o iPhone para identificar e entender o mundo ao seu redor. Isso significa que a Apple está trabalhando em telas que podem reagir às coisas que estão em seu redor para melhorar dinamicamente a experiência de visualização, o chamado Retina Display. O post sugere que as propriedades físicas e de luz do ambiente do usuário podem ser usadas para que a tela fique mais interessante e visualmente mais chamativa. Desta forma os aparelhos poderiam monitorar fatores como a luz ambiente e também a posição dos olhos do usuário para gerar sombras dinâmicas na tela. Essas sombras poderiam ser usadas tanto para deixar a tela mais límpida como também criar um foco de luz no que o usuário estiver olhando — ou até mesmo adicionar perspectiva às imagens.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

A anatomia do website perfeito – infográfico

Conduit – combatendo apps estáticas

Conduit Mobile é um serviço para a criação de aplicativos para dispositivos móveis por aqueles que não sabem programar. Até aí nenhuma novidades. Diariamente surgem serviços se comprometendo a realizar essa tarefa. Porém esses serviços vem com aquela receitinha pronta que produzem aplicativos estáticos como eram os sites da década de 90. A solução de Conduit incorpora a utilização de HTML 5 e permite a fácil criação de aplicativos para praticamente todas as plataformas de dispositivos móveis como Android, iOS, Windows Phone e outras. A premissa básica de Conduit é a de incorporar as informações de qualquer site ou plataforma social na engine de Conduite, que irá gerar o aplicativo para o dispositivo móvel. Essas informações podem ser tweets, posts, áudios, referências geográficas, QR codes, etc. Então podemos trabalhar o layout do aplicativo como posicionamento de botões, adição de outras mídias, troca de fundos para publicarmos nosso aplicativo. Muito legal.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

LRMI – o HTML para a educação

LRMI ou Learning Resource Metadata Initiative é uma trabalho conjunto da Association of Educational Publishers e a Creative Commons e tem como objetivo tornar mais fácil a publicação e a busca de materiais educacionais de qualidade online. Através de uma nova marcação padrão de metadados (metadata markup standard), estudantes e educadores terão muito mais facilidade para encontrar conteúdos, eventos e outros materiais educacionais. Talvez, o mais importante é fazer esses materiais serem mais facilmente encontrados pelas máquinas. Recentemente foi apresentada pela Creative Commons as especificações da linguagem para a Schema.org que é uma organização de colaboração entre Google, Yahoo e Bing e mapeia 100 diferentes tipos de conteúdos online em um formato padronizado. As especificações do LRMI 0,5 vão possibilitar que editores comuniquem em HTML coisas como as competências ensinadas e necessárias em determinado conteúdo, o tipo de material educativo, faixa etária e nível de ensino recomendado, tempo necessário para a conclusão, grau de interatividade e outras pequenas descrições do material educacional.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

ChaLearn – Kinect com apenas um gesto

ChaLearn ou Machine Learn é uma ciência para o desenvolvimento de softwares e hardwares capazes de aprender tarefas através de exemplos. Patrocinado pela Kagle, Cha learn desenvolve uma série de concursos e desafios para pesquisadores desenvolverem tais habilidades. Alguns exemplos desses desafios são leitura automática da caligrafia, diagnóstico médico assistido, classificação automática de texto e previsões financeiras. Chama a atenção o ChaLearn Gesture Challenge, desafio para fazer com que o Kinect reaja identificando apenas um movimento. Como o ser humano é capaz de identificar ações com apenas um gesto, o desafio lançado, com prêmio de 10 mil dólares patrocinado pela Microsoft, é o de fazer o reconhecimento instantâneo de gestos pelo Kinect. Se a Microsoft gostar da solução ela poderá licenciá-la com o pagamento de 100 mil dólares. Para aquele que tiverem a ambição de mudar o curso da interação humano-computador, o período de desenvolvimento da solução começa agora e vai embora 6 de abril de 2012. No vídeo abaixo já podemos assistir a alguma tentativa.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

Kinect – novo comercial enaltece programadores

O novo comercial do Kinect da Microsoft nos mostra como um simples console de jogos expandiu sua aplicabilidade em outras áreas com um pensamento inovador. O filme mostra coisas inesperadas como, por exemplo, como os desenvolvedores fizeram um sensor detector de movimentos ser aplicado nas artes, ciência, educação e na medicina. Enquanto alguns exemplos possam parecer meio ficção, outros exemplos reais da utilização do Kinect fora dos jogos já foram mostrados na internet.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

Displair – interface de gestos no ar

Colaboração de Alexandre Shima

Displair, uma empresa russa de Astrakhan, desenvolveu uma tecnologia capaz de projetar imagens no ar e usar gestos para movê-las. É como usar o Kinect para Xbox só que sem precisar da televisão. Ou então aqueles hologramas produzidos pelo R2D2 de Star Wars, com a vantagem de podermos manipular aquilo que estamos enxergando. O protótipo ainda vai precisar melhorar um pouco para chegar perto sas cenas de Minority Report, onde Tom Cruise folheava fotos exibidas no ar. Só que Displair é real. É utilizado um fluxo de névoa fria para servir de suporte para as projeções e uma câmera de infravermelho para captar os gestos. A tecnologia, inicialmente desenvolvida em um dormitório estudantil, tem delay entre o gesto e a reação de apenas 0,2 segundos, o que é bastante razoável se comparato a 0,1 segundo do Kinect. As projeções podem medir de 40 a 140 polegadas de tela. O reconhecimento de gestos finos das mãos são outro grande destaque do Displair. As aplicações devem ser canalizadas para as empresas de marketing e entretenimento.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta

CodeSpace – o Kinect na sala de aula

CodeSpace é mais um projeto da Microsoft Research que propõe a utilização do Kinect para desenvolver interações em salas de aula e conferências. O CodeSpace permite a integração de telas, smartphones, notebooks para o compartilhamento de informações. Uma tela, com o Kinect, deve ser posicionada na sala como uma espécie de centro da rede a ser criada. A partir dela, é possível interagir por meio de uma conexão Wi-Fi com tablets, smartphones e quaisquer dispositivos touchscreen – com a possibilidade até mesmo de arrastar o conteúdo do telão e colar em outro aparelho, tudo com suas próprias mãos. Muito legal a versatilidade do Kinect.

Artigos Relacionados

Enhanced by Zemanta
PHP Warning: Missing argument 2 for wp_widget() in \\fs-educ\site\corporativo\conexaote.portaluniversitario.com.br\web\wp-includes\widgets.php on line 76